Concurso SEDF 2016 altera data das provas e outras informações!

O Cebraspe/Cespe, organizador do concurso para a Secretaria de Educação do DF (Concurso SEDF 2016), divulgou nesta quarta-feira, dia 9 de novembro, as respostas aos pedidos de impugnações ao edital n. 23.

Foi divulgado também o edital de nº 26, com retificações ao edital de abertura. Nele constam mudanças nas remunerações, que foram corrigidas, pois antes estavam com o valor do aumento que não foi concedido pelo GDF.

Alguns cargos de professor sofreram alteração no requisito de escolaridade, assim como para o cargo de Técnico – Secretário, que exige nível médio acrescido de curso técnico em secretariado escolar. Ficou estabelecido também o cronograma de nomeações, sendo 600 professores nomeados em 2017, 1.000 professores e servidores da carreira de assistência em 2019 e ,por fim, 1.030 em 2019.

O conteúdo programático para o cargo de Técnico de Gestão Educacional – Especialidade: Apoio Administrativo também foi modificado.

As datas de aplicação das provas também foram alteradas. Agora, a aplicação está prevista para o dia 29 de janeiro para os cargos de professor (manhã e tarde), e para o dia 22 de janeiro para as funções de nível médio e analista. Os inscritos serão avaliados por meio de provas objetivas e de títulos, além de exame discursivo somente para os cargos de professor e analista. As provas serão compostas por 120 itens para julgamento de certo ou errado, divididos entre conhecimentos básicos, complementares e específicos para nível superior, e conhecimentos básicos e específicos para nível médio.

Vagas do edital do concurso SEDF 2016
As oportunidades de docência – 2 mil no total – são para as áreas de:

atividades, biologia, ciências naturais, eletrônica;
enfermagem, filosofia, física, geografia, história, informática;
língua estrangeira moderna: espanhol, francês, japonês e inglês, matemática;
nutrição, química, sociologia, administração, biomedicina;
eletrotécnica, farmácia, odontologia, artes e fisioterapia.
Com exceção da área de atividades, que requer licenciatura plena em pedagogia ou normal superior, as demais requerem curso na respectiva área de atuação.

As outras 900 são destinadas para a carreira de Assistência à Educação: 560 para técnicos em gestão educacional (230 imediatas e 330 para cadastro de reserva), 250 para monitores de gestão educacional (100 imediatas e 150 para cadastro de reserva) e 90 para analistas (40 imediatas e 50 para cadastro de reserva).

Para analistas será exigido nível superior, já para os cargos de monitor e técnico, nível médio.

Veja a retificação do edital concurso SEDF 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *