Garra e determinação: Ex-aluna do Gran Cursos é aprovada no concurso da SE/DF!

“Posso afirmar que fazer cursinho foi indispensável para minha aprovação, pois você vive aquele momento com pessoas praticamente na mesma situação que você, onde um comemora a vitória do outro, onde um ajuda o outro e os professores de uma dedicação incrível buscando sempre a melhora do aluno. Estou curtindo as filhas lindas que tenho, meu marido e quando a vontade surgir irei prestar outros concursos, pois agora sei o caminho das pedras”.

luana-silva

O desafio do concurso público exige garra, exige tenacidade, exige entrega total, exige paixão de quem se propõe a vencê-lo. Agindo assim, você será não apenas bom, mas o melhor ou um dos melhores na disputa pela tão sonhada vaga. Foi exatamente o que Luana Silva fez. A ex-aluna do Gran Cursos superou os desafios e conseguiu a tão sonhada aprovação no concurso da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SE/DF)- 2013.

“Trabalhava como terceirizada no Ministério do Meio Ambiente, mas como todo serviço terceirizado não me sentia segura e sabia que precisava ter estabilidade. Comecei a estudar sozinha em casa, na hora do almoço e nos finais de semana. Porém sem ajuda para tirar dúvidas e apenas com apostilas não era suficiente para enfrentar uma prova de concurso com confiança e tranquilidade”, lembra a concurseira.

Ponta pé inicial: A determinação!

“Casei e larguei a terceirização para apenas me dedicar aos estudos. O meu marido me apoiou e fizemos um empréstimo para eu fazer cursinho, pois estávamos recém-casados e financeiramente apertados. Como eu já havia terminado minhas duas graduações de Letras e Pedagogia resolvi me dedicar apenas ao possível concurso da SEDF para cargo de Professor, digo possível, pois nessa época não havia saído o edital  para este concurso apenas rumores que um dia poderia abrir o tal concurso, mas como sei que a aprovação não é imediatista resolvi me preparar o quanto antes”.

Gran Cursos

Fiz minha matrícula no Gran Curso da unidade de Taguatinga para conhecimentos básicos e agora tinha todo o apoio dos professores bem como acesso à biblioteca onde eu passava as manhãs em aulas e às vezes a tarde na biblioteca. O estudo passou a ser rotina e me dava certo prazer de dever cumprido, lógico que tinha medo de não dar certo, pois tinha feito empréstimo. Porém meu marido sempre me falava que não era para eu me preocupar, pois conhecimento nunca é demais e que ele confiava em mim e que se não fosse dessa vez com certeza seria na próxima, pois quem estuda passa. Finalmente o esperado Edital saiu e eu novamente inclui as matérias especificas uma vez que já tinha feito e estava fazendo a matéria básica para concursos”.

“Perto da data da prova eu mudei de unidade e fui para a Unidade de Ceilândia, pois estava abrindo uma nova turma para este concurso, onde não mudou em nada na questão de estrutura, professores que até hoje admiro. Sempre me senti muito acolhida no Gran Curso, pois a essa altura eu já estava grávida e lembro de funcionários me ajudando trocando cadeira para meu conforto e acomodação sempre dispostos a me ajudar”, lembra Luana.

Dedicação e Aprovação

“Eu me dediquei muito em não sair da aula com dúvidas, chegava em casa e passava a limpo tudo que havia aprendido no dia e se surgisse dúvidas eu já mandava para o Email do professor ou anotava no caderno para perguntar, nunca deixei com todo esforço de comprar ou tirar Xerox das apostilas que os professores indicavam. Acredito que é um trabalho coletivo e um esforço só seu em realmente parar tudo para vivenciar aquele momento onde possivelmente mudará sua vida. Eu já não saia finais de semana, me organizava ao máximo somente para estudar, pois é uma luta de momento onde a vitória será para sua vida”!

“Uma semana antes de eu ganhar neném realizei a prova da SE/DF para professor, com calma e com tranquilidade, pois confiava no meu potencial adquirido, não estudei de véspera, foi um processo de 2 anos vivendo só para o estudo, lógico que as vezes eu procurava me distrair fazer algo diferente, mas era planejado”.

“Posso afirmar que fazer cursinho foi indispensável para minha aprovação, pois você vive aquele momento com pessoas praticamente na mesma situação que você, onde um comemora a vitória do outro, onde um ajuda o outro e os professores de uma dedicação incrível buscando sempre a melhora do aluno.  Estou curtindo as filhas lindas que tenho, meu marido e quando a vontade surgir irei prestar outros concursos, pois agora sei o caminho das pedras”.

Eu cheguei lá e sei que você que está lendo irá chegar também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *