Gran Cursos: levando pessoas comuns a destinos extraordinários!

“Após a aprovação, depois de tantas reprovações percebi que é apenas uma questão de continuar tentando e não desanimar, o progresso nos resultados deve ser a motivação nos novos desafios”

Não há impossíveis para quem luta pelos seus objetivos, exemplo disso é o ex-aluno do Gran Cursos aprovado no concurso do Ministério da Saúde, Leomark França de Carvalho que persistiu na busca pela realização de conquistar a tão sonhada carreira pública.

“A aprovação no concurso foi adquirida a partir de muito esforço e dedicação, receita pela qual conseguimos várias coisas na nossa vida”, afirma Leomark.

Persistência

O rapaz de 22 anos diz que tudo cooperava para ele não fazer a prova, pois Jogando futsal quebrou o pé e foi obrigado a pegar atestado por 15 dias, exatamente duas semanas antes do concurso, para o qual mais estudou na vida, e não conseguia sequer levantar da cadeira. “Contei com uma influência ostensiva de Deus, e fiz a prova ainda com o gesso no pé, foi difícil, mas valeu a pena”, disse.

Leomark confessa que contou com o conhecimento já adquirido no dia a dia em seu trabalho e levou em consideração também o que aprendeu na graduação, para focar em matérias que tinha maior dificuldade. Ele conta que usou ainda cronograma, muitas vídeo aulas, livros e textos, além de sempre corrigir as provas feitas e focar na melhoria dos erros.

Boas escolhas

Para ele, escolher a área certa é essencial, e foi isso que facilitou sua aprovação. “Escolhi a área certa (TI), o concurso certo (salário médio, taxa de inscrição alta, poucas vagas) e me dediquei”. Completa.

O jovem é graduado em Tecnologia e Análise de Desenvolvimento de Sistemas, Pós Graduado em Desenvolvimento de Sistemas em Software Livre e trabalha há mais de três anos na mesma área.

Traçando metas

Após a realização profissional, Leomark não parou e agora estuda para o cargo de analista do INSS, também na área de Tecnologia da Informação, e diz que vai persistir nos estudos até alcançar um salário no qual se sinta confortável, depois deseja realizar outro sonho que é se dedicar à música.

O concursado termina falando que a aprovação não é algo impossível, basta dedicação e renuncia. “Após a aprovação, depois de tantas reprovações percebi que é apenas uma questão de continuar tentando e não desanimar, o progresso nos resultados deve ser a motivação nos novos desafios”, conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *