História de sucesso: Ex-aluno do Gran Cursos é aprovado em 7 concursos públicos

“Acredito que a característica mais importante em um concurseiro é a perseverança, pois existem muitos obstáculos durante essa jornada, e é preciso vencer esses problemas paralelos aos estudos para as provas. Os concurseiros são cheios de privações, e mesmo assim precisam continuar lutando pelos sonhos”

Quem disse que conseguir uma vaga no serviço público é difícil, beirando a margem da impossível? Acredite, só existem dois tipos de pessoas que não passam em concursos públicos: as que não tentam, e a que desistem. Dedicação, esforço e perseverança, essas são algumas das palavras-chave indispensáveis para quem quer ser aprovado em concurso público hoje em dia. Passar e tomar posse se tornou um sonho de diversas pessoas, e muitas delas conseguiram “Chegar lá”.

Apesar de o número de vagas ter subido consideravelmente nos últimos anos, é notório que a quantidade de candidatos aumentou ainda mais e, por conseguinte, a aprovação se tornou muito mais difícil. Sabemos que estudar para concurso público é uma tarefa muito árdua, pois exige muito foco, concentração e notável capacidade de organizar os estudos, na verdade, não apenas os estudos, mas a vida como um todo.

Foi exatamente o que fez o ex-aluno do Gran Cursos, Felippe Pire, 25 anos. Durante muito tempo, ele criou uma rotina forte de estudos e se preparou da melhor maneira para os certames que estavam por vir. “Estudar para concursos não é uma tarefa fácil, tive que abrir mão de muita coisa para chegar até aqui. Foi muito tempo de dedicação, horas e horas de estudo, muito esforço, persistência, perseverança, mas agora olhando para tudo que passei sei que valeu a pena todo aquele sofrimento”, analisa.

Trajetória

O primeiro concurso que Felippe participou foi para o cargo de Agente de Polícia Civil em 2009, nesta ocasião ele fazer um preparatório para concursos, porque nunca havia estudado para esse tipo de certame, então optou por fazer um curso específico no Obcursos (na época com este nome), porque já havia feito um curso pré-vestibular neste cursinho, onde foi colocado como monitor na área de exatas em troca de uma bolsa de estudos. Oficialmente, foi sua primeira vitória, porque passou na UNB para o curso de Ciência da Computação na ocasião.

“Estudando para este certame em três meses consegui aprovação na PCDF classificado dentro do número de vagas ficando em 233° e sendo nomeado para o cargo de agente de polícia. Após esta prova, interrompi minha “carreira de concurseiro” para me dedicar a minha faculdade que exigia muito de mim. Algum tempo depois de concluir meu curso retomei meus estudos no ano de 2011 onde consegui mais quatro aprovações para a área de TI: Analista de Sistemas do MEC – 2º lugar; Analista de Tecnologia da Informação do BRB – 12º lugar; Analista de Sistemas da Petrobrás – 20º lugar; Analista de Sistemas da Infraero – 3º lugar”.

O então concurseiro chegou a ser nomeado para todos estes cargos, mas sua vontade sempre era ser perito criminal. “Em 2012 foi aberto o concurso para perito da Polícia Civil do Distrito Federal e novamente decidi realizar um curso preparatório antes do concurso, então escolhi novamente o Gran Cursos (agora com este nome) para um curso específico de perito, e consegui novamente minha aprovação, ficando em 21º. Paralelamente ao término do concurso de Perito da Polícia Civil, foi aberto o concurso de Perito Criminal Federal da Polícia Federal, então vi outra oportunidade de alcançar esse sonho. Novamente realizei outro curso preparatório no Gran Cursos e obtive minha aprovação sendo classificado 7º na área de perícia em informática”, explica felippe.

“Neste momento estou com 25 anos e irei começar no dia 03/02/2014 o curso de formação para perito criminal na academia da Polícia Federal. Eu e minha família estamos comemorando muito esta vitória e aguardando ansiosos pelos novos desafios que irão surgir”, comemora.

Dica

Felippe enfatiza que depois de ter passado por tudo isso e ter todo esse conhecimento adquirido em aulas, a melhor forma de revisar e conhecer melhor o estilo das provas é através de exercícios. “Todos os dias eu resolvia diversos exercícios, além de participar de fóruns de discussões. Uma pessoa que resolve diversos exercícios está muito a frente de uma pessoa que apenas se preocupa com aulas e leituras, não que estas não sejam importantes, mas os exercícios dão o diferencial ao candidato”, garante o concurseiro.

Agradecimento

“Primeiramente tenho que agradecer a Deus por ter me dar força quando eu não tinha, além ter me dado condições de lutar e alcançar meus objetivos, pois as lutas só me deixaram mais forte para as batalhas. Sou grato a minha família e a minha namorada, pois sempre me motivaram, mostrando-me que eu sou capaz e me apoiando nos momentos mais difíceis, momentos esses que eu pensava em desistir de tudo”.

Diferencial

“Para as minhas vitórias, foi muito importante a grande quantidade de exercícios resolvidos além dos preparatórios que fiz no Gran Cursos, pois foi importante o apoio dos professores, a motivação passada em sala e o conhecimento transmitido e ensinado. Sou muito grato a este cursinho, pois desde a minha primeira vitória, que foi passar na UNB, até agora tem me ajudado a conquistar e a realizar meus sonhos”.

“Acredito que a característica mais importante em um concurseiro é a perseverança, pois existem muitos obstáculos durante essa jornada, e é preciso vencer esses problemas paralelos aos estudos para as provas. Os concurseiros são cheios de privações, e mesmo assim precisam continuar lutando pelos sonhos”, finaliza o servidor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *