Pós-Prova CBMDF: Recurso Emergências Pré-Hospitalares

RECURSOS – PROFESSOR ANDRÉ RODRIGUES QUESTÃO 70: Conforme previsto no Edital 001/CBMDF, de 1º de julho de 2016, é conteúdo programático a disciplina Emergências Pré-Hospitalares. O termo emergências pré- hospitalares para todo efeito assistencial se equivale ao termo Atendimento Pré- Hospitalar, ou seja a assistência dispensada a indivíduos acometidos por traumas ou quadros clínicos agudizados, como se vê na definição dada pelo Regulamento Técnico dos Sistemas Estaduais de Urgência e Emergência, aprovado pela Portaria 2048/GM, de 05 de novembro de 2002: O Atendimento Pré-Hospitalar Fixo é aquela assistência prestada, num primeiro nível de atenção, aos pacientes portadores de quadros agudos, de natureza clínica, traumática ou ainda psiquiátrica, que possa levar a sofrimento, sequelas ou mesmo à morte, provendo um atendimento e/ou transporte adequado a um serviço de saúde hierarquizado, regulado e integrante do Sistema Estadual de Urgência e Emergência. Este atendimento é prestado por um conjunto de unidades básicas de saúde, unidades do Programa de Saúde da Família (PSF), Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS), ambulatórios especializados, serviços de diagnóstico e terapia, unidades não-hospitalares de atendimento às urgências e emergências e pelos serviços de atendimento pré- hospitalar móvel. Nota-se que todas as estruturas de saúde citadas pela supracitada norma são unidades pré-hospitalares, ou seja, não são hospitais. Entretanto, segundo gabarito preliminar divulgado, a questão 70 possui como gabarito o item D, fato que este demandante concorda, porém extrapola o previsto em edital, já que o referido item tem cunho hospitalar, conhecimento não exigido em edital. Além disso, seu conteúdo se aplica a profissionais de fisioterapia, competência não exigida para o cargo de Oficial Combatente do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, como se vê no item 1.5 (e seus subitens) do Edital 001. Isso posto, solicito a anulação da questão 70 por não haver compatibilidade entre o conteúdo e competências previstas em edital com o aplicado no item D da questão.

CONCURSO PARA O PROVIMENTO DE VAGAS PARA O CARGO DE OFICIAL COMBATENTE DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL RECURSOS – PROFESSOR ANDRÉ RODRIGUES QUESTÃO 72: Na referida questão é evidente uma clara divergência quanto às competências previstas no item 1.5 do Edital nº 001 – CBMDF, de 1º de julho de 2016. Existe uma referência a uma relação direta entre a cuidados inadequados realizados por Enfermeiros e agravamento do quadro neurológico. Ora, trata-se o presente certame de processo seletivo para preenchimento de vagas no cargo de Oficial Combatente do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal, cargo esse onde não se exige conhecimentos de enfermagem, sendo isso aplicado somente para profissionais enfermeiros. Diante do exposto, solicito a anulação da referida questão por se exigir saberes de Enfermagem a candidatos não enfermeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *